Menina achada morta e seminua em JP não foi abusada sexualmente, conclui delegada

Camile Carneiro da Silva
A menina morta com tiro de espingarda 12 na madrugada dessa quarta-feira (29) não foi abusada sexualmente, segundo confirmou a delegada adjunta da Infância e Juventude de João Pessoa, Andrea Melo. Camile Carneiro da Silva, de 13 anos, foi achada morta e seminua. 

Após a apreensão, a delegada disse que ouviu todos os adolescentes que estavam no lixão, também os familiares da vítima e concluiu esta etapa do procedimento. 

“Foi levantada a hipótese de que a menina teria sido abusada sexualmente, mas entendemos que isso não ocorreu com base nos depoimentos e em exames preliminares realizados pelo Instituto de Polícia Científica (IPC). Na hora do assassinato, ela vestia uma blusa e um short, e ao remover o corpo para o carrinho de mão, a blusa dela rasgou". 

Segundo a delegada, o laudo cadavérico será encaminhado à Polícia Civil em 10 dias e agora será investigada a procedência da arma usada no crime e a quem ela pertence.

Relacionadas

Destaques 6828620668958788155

Anúncio

Anúncio

Curta!

Vídeo lançamento do Portal da Zona Sul

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga!

item