Rebelião em presídio da PB acaba sem feridos e presos podem ser transferidos, diz PM

Detentos queimaram colchões e
danificaram paredes das celas
O comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar, tenente coronel Cunha Rolim, garantiu, na manhã desta terça-feira (20), que a rebelião dos detentos da penitenciária de segurança máxima do distrito de Divinópolis, em Cajazeiras, Sertão do estado, acabou sem mortos ou feridos. Os apenados se revoltaram na noite dessa segunda-feira (19), quando um dos presos se recusou a receber atendimento de profissionais do Samu. 

O comandante informou que equipes do 6º BPM e do Batalhão de Choque realizam inspeções nas celas para quantificar os danos causados pela rebelião. Durante o conflito, colchões foram queimados e paredes de algumas celas foram danificadas, conforme Cunha Rolim. O gerente Executivo do Sistema Penitenciário (Gesipe), Jadson Fonseca, participa do procedimento. 

Ainda de acordo com o tenente coronel Cunha Rolim, é possível que alguns presos sejam transferidos após a finalização da inspeção. “Com essa rebelião é possível que algum preso seja transferido, mas isso quem vai decidir é o Sistema Penitenciário. Por enquanto, a PM realiza o trabalho de contenção da rebelião”, disse.

Relacionadas

Destaques 2336901025098510150

Anúncio

Anúncio

Curta!

Vídeo lançamento do Portal da Zona Sul

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga!

item