Transsexual assassinada pode ter sido morta por ex-namorado em João Pessoa

Ex-namorado já havia ameaçado a vítima
várias vezes
Novas informações apontam para um suposto crime passional no caso do assassinato da transsexual Joyce Akira, de 17 anos, morta com quatro disparos de arma de fogo na cabeça, após sair de um bloco de carnaval na madrugada do último sábado (08), no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. 

Segundo informações prestadas pela família da vítima para a Policia Militar, um ex-namorado pode ter sido o autor do crime. Segundo a família, eles já tinham prestado várias queixas contra ele pois o mesmo já havia a ameaçado diversas vezes por ciúmes e portava arma. 

A família revelou ainda, que tinha medo do ex-namorado da jovem pois ele tinha um comportamento muito violento, que a adolescente não tinha nenhum inimigo, e que o mesmo havia proibido a vítima de sair no bloco de carnaval no sábado do crime. 

Em nota, nesta terça-feira (10), a Coordenadoria de Promoção a Cidadania LGBT da Prefeitura Municipal de João Pessoa lamentou o homicídio da transexual. Diante do fato, a gestão se solidariza com os familiares e amigos e ressalta o combate e luta contra a LGBTfobia.

Relacionadas

Destaques 2225800573832393512

Anúncio

Anúncio

Curta!

Vídeo lançamento do Portal da Zona Sul

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga!

item