Professores pedem reajuste de 16% e anunciam paralisação de dois dias em JP


Os professores da rede municipal de ensino de João Pessoa vão paralisar suas atividades na terça (10) e quarta-feira (11). A paralisação acontece em protesto “a indefinição da prefeitura da Capital em responder à pauta de reivindicações da categoria”. Os professores pedem o reajuste de 16%, retroativo a janeiro, para ativos e aposentados e atualização do pagamento do piso salarial nacional para os professores prestadores de serviço (PS) e reajuste no mesmo percentual na data base para os funcionários da educação. 

Com isso, 95 escolas e 34 Centros de Referência em Educação Infantil (Creis), não funcionarão nesses dois dias, deixando 60 mil alunos sem aulas. A decisão foi tomada durante assembleia realizada no auditório do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município (Sintem) de João Pessoa. 

Segundo o presidente da entidade, Daniel de Assis, o adiamento pela edilidade de mais uma reunião prevista para a última terça-feira e os recentes reajustes concedidos por diversas prefeituras, dentre elas Cabedelo, Campina Grande, Recife, Natal e Teresina agravaram a insatisfação. 

Na próxima quarta-feira (11), uma outra assembleia será realizada, ocasião em que a classe poderá deflagrar greve por tempo indeterminado, caso até lá não tenha surgido nenhuma contraproposta.

Relacionadas

Destaques 4153270386129652288

Anúncio

Anúncio

Curta!

Vídeo lançamento do Portal da Zona Sul

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga!

item