Maternidades utilizarão pulseira eletrônica para evitar sequestro de bebês na PB

Pulseira eletrônica
Os hospitais e maternidades públicas e privadas da Paraíba serão obrigados a utilizar pulseira com sensor eletrônico sonoro para identificação e segurança de recém-nascidos. Projeto de Lei de autoria do líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Hervázio Bezerra (PSB), está em tramitação na Comissão de Justiça e Redação.

As pulseiras de identificação com sensor eletrônico sonoro, serão colocados nos bebês imediatamente após o parto e devem conter ainda informações do recém-nascido, e da mãe, pais ou responsável.

O deputado Hervázio Bezerra justifica que a lei visa evitar seqüestros de recém-nascidos em maternidades. “A pulseira anti-sequestro pode evitar que esse crime aconteça com famílias paraibanas. Entendemos que o uso dessas pulseiras nas maternidades do Estado da Paraíba fornecerá a tranqüilidade indispensável para milhares de famílias e de seus recém-nascidos, além de evitar um gasto público quando da necessidade de elucidação de um eventual desaparecimento ou seqüestro”, pontuou.

Na Câmara Federal existe uma proposta semelhante em trâmite desde 2007. A medida já é adotada em muitas instituições em vários países.

Relacionadas

Destaques 2173434784522819579

Anúncio

Anúncio

Curta!

Vídeo lançamento do Portal da Zona Sul

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga!

item