Correios prioriza entregas expressas durante greve


Um plano de contingência para que os serviços de entrega da correspondências não sejam totalmente parados é a estratégia apresentada pela Diretoria Regional dos Correios na Paraíba diante da greve deflagrada pelos funcionários da empresa. O Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos da Paraíba (Sintect-PB) estimava, até a manhã desta quarta-feira (16), que cerca de 46% dos trabalhadores tinham aderido à paralisação.

O plano de contingência dos Correios consiste em priorizar a entrega de encomendas expressas e trabalhar com os funcionários que estão nas unidades.

Marcos Roberto, diretor do Sintect-PB, explicou que um levantamento formal do percentual de funcionários em greve de sair oficialmente no final da tarde.

“A nossa expectativa é de que a paralisação tenha uma adesão aproximada de 70% dos cerca de 1.500 trabalhadores e trabalhadoras. Estamos recebendo informações de colegas que a greve começou a ‘pipocar’ nas unidades do interior. Vamos fazer uma levantamento ao final deste primeiro dia”, comentou.

Relacionadas

Destaques 4570721242997846551

Anúncio

Anúncio

Curta!

Vídeo lançamento do Portal da Zona Sul

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga!

item