Doze travestis e transexuais passam em seleção de empresa de telemarketing


Uma parceria firmada entre o programa Transcidadania JP e a empresa de telemarketing Contax está ajudando a inserir travestis e transexuais no mercado de trabalho pessoense. No último processo seletivo da empresa, dos 18 travestis e transexuais que participaram, 12 foram aprovados e estão sendo incorporadas aos poucos ao quadro de funcionários da empresa. Quatro deles já estão em fase de treinamento. 

“Se colocarmos em termos percentuais, 67% dos travestis e transexuais que participaram do processo seletivo só precisavam de uma oportunidade para ingressar no mercado de trabalho formal. Isso demonstra que essas pessoas eram excluídas socialmente”, analisa o coordenador de Promoção à Cidadania LGBT e da Igualdade Racial, Roberto Maia. 

O coordenador reforça, ainda, que não existe sistema de cotas especifico para a população LGBT, mas que o mercado de trabalho não era receptivo com eles. Muitos tinham dificuldades até de deixar currículos nas empresas, pois eram geralmente preteridos dos processos seletivos. “Nesse sentido, o programa Transcidadania JP abriu a oportunidade não somente para a empresa, que deu exemplo de cidadania e inserção social, como também serviu de referência. Já estamos dialogando e tentando fechar parceria com outras empresas”, comemora Maia. O programa Transcidadania tem o objetivo de fazer um levantamento social sobre as travestis e transexuais da capital paraibana e desenvolver políticas públicas a fim de levar cidadania a essa população. 

O programa foi inspirado em uma iniciativa realizada em São Paulo como forma de combater a transfobia nos contextos sociais e familiares.

Relacionadas

Destaques 6783277948596434685

Anúncio

Anúncio

Curta!

Vídeo lançamento do Portal da Zona Sul

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga!

item