Torcidas organizadas do Botafogo-PB são vetadas para a final do Paraibano no Amigão


O procurador do Ministério Público da Paraíba, Valberto Lira, recomendou à Federação Paraibana de Futebol (FPF) que proibisse o acesso de torcidas organizadas do Botafogo-PB ao Estádio Amigão durante o segundo jogo da final do Campeonato Paraibano, contra o Campinense, e que vai acontecer no dia 15 de junho. A Federação ainda não falou especificamente do caso, mas disse que vai cumprir o que o MP ponderar.
No ofício enviado à FPF, o procurador recomenda que a Polícia Militar evite a entrada de torcedores uniformizados e com faixas de torcidas organizas. Valberto Lira, que também é presidente da Comissão Permanente de Combate e Prevenção a Violência nos Estádios da Paraíba, explicou que a ideia é prevenir que cenas de confrontos entre torcidas, como as que aconteceram no primeiro jogo da final, se repitam.
Na primeira partida da decisão, ainda com a bola rolando, torcedores do Botafogo que estavam na Arquibancada Sol soltaram bombas em direção aos raposeiros, que estavam no mesmo setor. Ao final da partida, após o Campinense vencer o Botafogo por 3 a 2, a Polícia Militar liberou o acesso da torcida dos Raposeiros ao campo para evitar um confronto com os botafoguenses.
No entanto, uma parte dos raposeiros correram em direção a Arquibancada Sombra e arremessaram garrafas nos torcedores do Botafogo, que estavam no local, iniciando assim uma nova confusão. A polícia dispersou os torcedores botafoguenses com balas de borracha e spray de pimenta e só depois liberou a saída da torcida rubro-negra.
Campinense e Botafogo vão se enfrentar na próxima quarta-feira, no Estádio Amigão. Para ficar com o titulo estadual, a Raposa pode perder por até um gol de diferença. Já o Belo precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença para ficar com o troféu.

Relacionadas

Esportes 2017748096981010664

Anúncio

Anúncio

Curta!

Vídeo lançamento do Portal da Zona Sul

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga!

item