Presidente Michel Temer recebe Ricardo Coutinho nesta quarta-feira (16)


O governador Ricardo Coutinho (PSB) será recebido nesta quarta-feira (16), ao meio dia, pelo presidente da República, Michel Temer (PMDB), no Palácio do Planalto, para tratar de assuntos de interesse do Estado.
No primeiro encontro oficial com o chefe da nação, o socialista pretende tratar de questões hídricas, da capacidade de financiamento do Estado e da possibilidade de ampliação das parcerias e convênios entre a União e a Paraíba.

Ricardo Coutinho confirmou que irá acompanhando apenas do senador Raimundo Lira (PMDB), que atuou como interlocutor da audiência junto ao presidente. A sugestão do deputado federal Benjamin Maranhão (SD), coordenador da bancada federal, para que o governador fosse acompanhado por todos integrantes da bancada não foi aceita pelo chefe do Executivo estadual.

Em entrevista concedida na segunda-feira ao seu programa semanal de rádio, ele descartou a presença da bancada federal neste primeiro encontro com o presidente.

Durante a entrevista, o governador disse que sempre defendeu a unidade, na Paraíba, mas criticou a ausência de ações e a hipocrisia de alguns parlamentares. "Se tem uma coisa que eu não sou é hipócrita", afirmou.

Ricardo disse ainda que ficava triste quando via o Orçamento Geral da União sem emendas para o estado. “Você, para construir as coisas, tem que demonstrar isso na prática, e não simplesmente achar que vai bater uma foto numa determinada reunião e que essa foto vai por si só servir para alguma coisa", declarou o governador.

Também estão na pauta desta primeira audiência com Temer, o repasse de recursos para viabilização de obras e projetos na Paraíba, dentre eles o Hospital de Oncologia de Patos, os equipamentos do Hospital Metropolitano de Santa Rita, os financiamentos para o Estado, entre outras questões. “Eu quero olhar para o presidente da República e dizer que a Paraíba faz o dever de casa", adiantou.

Nas últimas semanas, a equipe econômica do governador expôs dados que demonstraram que o Estado tem tido cortes orçamentários. A reunião com o presidente deveria ter acontecido no início do mês.

Relacionadas

Política 4682228766168944928

Anúncio

Anúncio

Curta!

Vídeo lançamento do Portal da Zona Sul

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga!

item